Governo japonês estabelece data da cerimônia de abdicação do imperador para 30 de abril
19/04/2019 18:20 em Notícias

O governo japonês decidiu oficialmente realizar a cerimônia de abdicação do imperador Akihito no dia 30 de abril como um ato de Estado determinado de acordo com a constituição.

A decisão sobre uma das cerimônias relacionadas à sucessão imperial foi tomada em uma reunião do gabinete nesta sexta-feira. A cerimônia de abdicação será a primeira do gênero na história da constituição do Japão.

Taiirei-Seiden-no-gi, ou a cerimônia de abdicação da sua majestade, o imperador, será realizada por 10 minutos, das 17h00 do dia 30 de abril, no salão Matsu-no-ma, no Palácio Imperial em Tóquio.

A cerimônia contará com a participação de mais de 330 dignatários, incluindo chefes do legislativo, executivo e judiciário do Japão, ministros do gabinete, assim como chefes de governos regionais.

Após a entrada do imperador e da imperatriz Michiko no salão, a Espada e a Joia Imperiais - dois dos três tesouros que são símbolos do trono imperial - serão colocados em pedestais chamados "an". Os Selos do Estado e Privado, usados pelo imperador para suas tarefas oficiais, também serão expostos.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, vai anunciar que o imperador renunciará ao trono com base em uma lei especial que entrou em vigor em junho de 2017, e em nome do povo, ele expressará sua gratidão ao imperador.

Então, o imperador fará um discurso para o povo japonês, que será o último como imperador.

Fonte: NHK

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE